O poder de curar suas feridas

Por do Sol na cidade de Oizumi, na província de Gunma, Japão. Foto: Hodinik Galhardo

Kaori Yuda Oizumi, Japão

Olá!!! Tudo bem com vc?

Meu nome é Kaori Yuda e moro em Oizumi, uma cidadezinha pacata, na província de Gunma, no Japão. Sou terapeuta e nada me dá mais prazer do que ajudar pessoas a viverem melhor, a descobrirem que são únicas, perfeitas na sua essência e carregam dentro de si, o poder de solucionar todos os problemas que enfrentam, o poder de curar todas as suas feridas, além do poder de criar a vida que realmente desejam, caso se permitam se libertar das amarras que dificultam o progresso.

Hoje, sou uma pessoa feliz e grata por todas as dádivas que tenho recebido, entretanto não foi sempre assim. Eu era uma pessoa com uma autoestima muito baixa, carregava uma imensidade de emoções negativas que me faziam sofrer demais, até culminar em uma depressão que durou quase uma década. Me lembro que nesse período eu não tinha vontade de fazer absolutamente nada. Vivia no piloto automático e procrastinava mais do que tudo.

Na verdade, eu não suportava minha vida e desejava partir para acabar com a dor, todos os dias, o dia todo. Hoje, eu entendo que aquela dor que sentia, era uma mistura de sentimentos de rejeição, abandono, medo, sensação de não ser boa o suficiente, sensação de não merecimento, ansiedade, tristeza, culpas, arrependimentos e por aí vai. Eu sentia como se existisse um buraco no meu peito que não conseguia preencher com nada, um vazio na alma, uma dor que não era física mas era insuportável…

Um dia algo aconteceu dentro de mim. Me passou pela cabeça que Deus não queria me levar e, então, cheguei a conclusão de que teria que viver e enfrentar todos os meus monstros… Comecei a me olhar sem filtros e a tentar enxergar melhor o caos no qual eu estava mergulhada até as canelas, mas de cabeça para baixo…

Percebi que EU tinha problemas em casa, EU tinha problemas com a minha família, EU tinha problemas financeiros, EU tinha problemas de saúde, EU tinha problemas nos relacionamentos, ou seja, o sujeito em comum nos meus problemas era EU e, apesar de ser muito óbvio, confesso que foi um grande choque porque EU tinha o costume de culpar os outros pelos meus problemas.

Diante de toda essa verdade, acreditei que não existia outra saída a não ser buscar o autoconhecimento para que eu pudesse me entender melhor, descobrir as causas de tantas dores que me paralisaram por anos, e tentar encontrar uma solução, se é que existia…

Depois de muito trabalho de “limpeza” das emoções negativas que carregava, comecei a perceber mudanças incríveis em mim. Os dias passaram a ser motivos de alegria, mesmo que não acontecesse nada de extraordinário. A vida passou a ficar mais leve, tudo virou motivo de agradecimento e comecei a me sentir feliz, de uma felicidade que vem de dentro, que independe do tempo, dos bens que possuo ou de qualquer coisa que esteja no meu exterior. É um sentimento que transborda e que transforma tudo à minha volta.

Nessa minha busca para me encontrar, aprendi que temos o poder de destruir e construir nossa vida. Também entendi que passei décadas me auto sabotando para não dar certo, para não ser feliz. Inconscientemente eu acreditava que não merecia me libertar das dores que carregava e fiz da minha vida um caos, para reiterar todas as crenças que tinha sobre mim mesma. Entretanto, aprendi que se EU destruí, EU tenho o poder de reconstruir e torná-la muito melhor!

Depois de ter passado por essa transformação que nunca imaginei possível, senti algo que se inquietava dentro de mim e era como um chamado para a minha missão de vida: tornar-me terapeuta. Hoje tenho inúmeros clientes que se permitiram mudar e já estão vivendo a vida que sonharam.

Nos nossos próximos encontros, vou te mostrar como e porque as emoções que eu sentia nos deixam paralisados, suas origens e suas consequências em nossas vidas, também vou te ensinar a identificar crenças limitantes que não lhe permitem ser livre e viver a vida que deseja, além de lhe ensinar uma técnica natural, super simples, incrível, que vai fazer toda a diferença no processo de “limpeza” do que você não precisa carregar consigo.


Um carinhoso abraço e até a próxima!!!

216 visualizações4 comentários

Posts recentes

Ver tudo